Blog

Mármore na decoração do quarto

As pedras naturais podem ser bem versáteis e se adequar à realidade de qualquer espaço. Na Casa Cor Minas 2014 a arquiteta Estela Netto mostrou que é possível, inclusive,  especificar pedras para ambientes pouco usuais, como o quarto. 

Além de todas as vantagens já conhecidas das pedras naturais, como requinte, personalização, resistência, durabilidade e sofisticação, pode-se acrescentar a essa lista a versatilidade. Geralmente, as pedras são especificadas para lavabos, banheiros, áreas sociais e externas e cozinhas, mas elas podem também compor o décor do quarto. Por que não?

“As pedras naturais não são utilizadas apenas em pisos, mas revestem paredes, tornam-se móveis e bancadas. Por isso, podem ser utilizadas em todos os ambientes da casa”, explica a arquiteta Estela Netto. A profissional, que participa da Casa Cor Minas 2014 pela quinta vez, especificou em seu ambiente para a mostra, a Suíte do Casal, um tipo mármore que agregou mais beleza e toque diferenciado ao projeto.

Escolhi o mármore Travertino que possui buracos devido a bolhas naturais de ar que se formam dentro da pedra. Essa aparência natural faz com que a pedra tenha um aspecto antigo e desgastado e isso traz um toque rústico e, ao mesmo tempo, sofisticado a Suíte do Casal”, comenta a arquiteta.

O mármore especificado por Estela reveste o painel de TV de forma muito charmosa e criativa, além de traduzir a proposta do espaço que é de trazer a valorização do natural para dentro dos ambientes. “A inspiração da Suíte do Casal é a natureza. Por isso, utilizei tramas naturais e linhas orgânicas em todo o espaço para trazer essa conexão”, destaca a profissional.

A pedra utilizada pela arquiteta é comercializada pela marmoraria Directa Piedras. Marcelo Milagre, diretor da empresa, conta quais os efeitos que as pedras naturais promovem nos ambientes: “Mármores clássicos trazem sobriedade e atemporalidade. Pedras exóticas trazem ousadia. No caso do mármore Travertino, o destaque fica por conta de sua beleza e elegância, além de grande durabilidade”.

 

Fonte: Clique Arquitetura